Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CONFEDERAÇÃO PORTUGUESA DE ANTIGOS/AS ALUNOS/AS DO ENSINO CATÓLICO

Espaço aberto a comunicações de antigos alunos do ensino católico em Portugal.

Espaço aberto a comunicações de antigos alunos do ensino católico em Portugal.

CONFEDERAÇÃO PORTUGUESA DE ANTIGOS/AS ALUNOS/AS DO ENSINO CATÓLICO

26
Mai21

Cultura e Pastoral da Cultura - Actualidade

Mais sugestões de leitura


Oliveira

Transcrevemos, com a devida vénia, do Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura:

De uma Igreja clerical a uma Igreja sinodal

A sinodalidade é antes de tudo uma prática, um estilo de Igreja, um modo de ser dos cristãos que se apoia em algumas atitudes a desenvolver: a escuta, a humildade, a confiança, a liberdade, a fé e a oração, o diálogo e o encontro, a participação ativa e a busca da comunhão para a missão. Ela supõe e produz uma Igreja humana e insculturada, uma Igreja plenamente imersa no mundo e em diálogo com a cultura contemporânea, uma Igreja frágil e humilde que se reconhece simultaneamente santa e pecadora, que vive da misericórdia que ela própria anuncia, uma Igreja corajosa e criativa que assume riscos e não tem medo de experimentar novos caminhos, inclusive acidentados.

Saiba mais

Que a Terra volte à «beleza original»: Francisco quer mais Igreja na ecologia e abraça mobilidade elétrica

O papa manifestou hoje «esperança» de que o planeta possa regressar «à sua beleza original e a criação volte a resplandecer segundo o projeto de Deus», vinte e quatro horas depois de ter conhecido um novo automóvel elétrico e poucos dias após receber a promessa de um papamóvel movido com a mesma energia. O desejo de Francisco foi proferido na mensagem em vídeo por ocasião do lançamento da Plataforma de Ação “Laudato si’”, que marca o início de um itinerário que, ao longo dos próximos sete anos, pretende envolver todas as comunidades que formam a Igreja católica, para que se tornem «totalmente sustentáveis, no espírito da ecologia integral». «Das mãos de Deus recebemos um jardim, aos nossos filhos não podemos deixar um deserto.»

Saiba mais

No aniversário da morte de George Floyd: Católicos têm de dizer e fazer mais

«Uma vez nascidos, se não somos tratados com a mesma dignidade que queremos para aqueles que não nasceram, então não estamos a fazer o que precisamos de fazer, e a Igreja tem de ser uma líder nisso. É a nossa responsabilidade moral. A vida humana tem valor ilimitado aos olhos de Deus, da conceção à morte natural. O exterior é talvez o mais fácil, é por isso que nos agarramos a isso, e é muito fácil virar as costas e olhar para a polícia. Muito bem, que se faça isso, não estou a defender que não há mudanças a ser feitas. Mas penso que, a longo prazo, para resolver o problema temos de olhar para dentro.»

Saiba mais

O professor de Religião que deu música ao vocalista da banda vencedora do festival Eurovisão

«Aquele coro nasceu propositadamente para jovens como ele, porque compreendi que uma só hora de Religião não me permitia instaurar um diálogo mais amplo com as últimas gerações, como, pelo contrário, consegui abrir com a arte – as visitas às basílicas de Roma, com o próprio Damiano sempre presente –, com a música e também com as redes sociais. A propósito: não demonizemos sempre o Facebook, o Instagram ou o Twitter, porque, queira-se ou não, se queremos encontrar hoje os nossos filhos temos de ir lá, a essas plataformas. E eu, à exceção do TikTok, estou presente em todas, para falar e compreender melhor as necessidades dos jovens.»

Saiba mais

Bob Dylan aos 80: As mil moradas de um errante que nunca esteve em casa, escreve jornal do Vaticano

Ter uma casa onde voltar, mas não uma casa onde chegar, é inquietante, terrível, e ao mesmo tempo necessário, porque um artista «deve estar atento a nunca chegar a um lugar onde acredita ter chegado», porque a falsa segurança que alcança far-lhe-ia esquecer o dever de «estar constantemente num estado de transformação». Na sua longa odisseia, Dylan encontrou muitas casas. Nunca as habitou longamente, mas o suficiente para lhes conhecer todos os cantos. São as cidades, as ruas e os nós de uma geografia imaginária que, porém, uma vez traçadas as linhas que os unem, criam uma América tão real quanto aquela que se percorre a pé.

Saiba mais

Papa encontrou-se com pessoas sem-abrigo e refugiados após exibição de “Francisco”

Cerca de 100 pessoas, entre sem-abrigo e refugiados, foram convidadas a assistir à projeção do documentário “Francisco”, que decorreu na noite desta segunda-feira, no Vaticano, encontrando-se depois com o papa. A exibição foi organizada pelo realizador do filme, Evgeny Afineevsky, e pela Fundação Laudato si’, que também distribuiu a cada pessoa um pacote com alimentos.

Saiba mais

Agradecimentos:

Comissão Episcopal da Cultura, Bens Culturais e Comunicações Sociais
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura
Secretariado Nacional para os Bens Culturais da Igreja
Secretariado Nacional das Comunicações Sociais

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub