Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CONFEDERAÇÃO PORTUGUESA DE ANTIGOS/AS ALUNOS/AS DO ENSINO CATÓLICO

Espaço aberto a comunicações de antigos alunos do ensino católico em Portugal.

Espaço aberto a comunicações de antigos alunos do ensino católico em Portugal.

CONFEDERAÇÃO PORTUGUESA DE ANTIGOS/AS ALUNOS/AS DO ENSINO CATÓLICO

04
Set20

Cuidar dos irmãos


Oliveira

HOMILIA DO 23º DOMINGO DO TEMPO COMUM – Ano A

6 de Setembro de 2020

     Irmãs e irmãos, nós vivemos em comunhão fraterna, e conhecemos pessoas que se afastam do bom caminho, quebram as boas relações, cometem erros e até violências. Que podemos fazer?

  1. Cuidar como Sentinela

     Primeira leitura

                 O Senhor pede-nos uma atitude chamada “Correcção fraterna”. Podemos ver o que se passou com Ezequiel, profeta e sacerdote. Sentiu-se chamado por Deus para ser “sentinela” do seu povo. A palavra sentinela não tem sentido militar; indica defesa, salvação, segurança. Disse Deus a Ezequiel: “Coloquei-te como sentinela na casa de Israel… Hás de avisá-los da minha parte”. Ezequiel sentiu-se chamado por Deus a cuidar dos seus irmãos, como sentinela, para os defender.

      Vemos que o cristão deve cuidar de quem se afastou do bom caminho. O Senhor chama-nos a ajudar quem precisa de ser corrigido. Nós fazemos isso em alguns casos: se eu vejo alguém a correr para um precipício, procuro desviá-lo; se alguém vai atravessar a rua com sinal vermelho procuro advertir essa pessoa. Assim deverá acontecer quando alguém se encontra num comportamento de vida irregular: fazer alguma coisa para o corrigir, se não for com palavras, que seja com a nossa vida exemplar. Fazemo-lo como um serviço, sem paternalismo.

     Recordo que o Papa João Paulo II usou essa palavra “sentinela” no ano jubilar 2000, dizendo aos jovens: “Queridos jovens, vejo em vós as sentinelas da manhã (cf Is 21, 11-12), nesta alvorada do terceiro milénio”.[1] E mais tarde, na mensagem de preparação para o dia mundial da juventude do ano 2002, João Paulo II acrescentou: “Amados jovens, é o vosso turno de serdes sentinelas da manhã, que anunciam a chegada do Sol, que é Cristo ressuscitado”

  1. Cuidar com a vida

     Segunda leitura

                Vemos que a chamada correcção fraterna é muito mais do que avisar… É ser sentinela da manhã, com o testemunho pessoal de vida, com a fé em Cristo ressuscitado. Parece-me que foi este o estilo de São Paulo, como ele diz na Carta aos Romanos: “A caridade é o pleno cumprimento da Lei. Diz o Papa Francisco: “Se não nos preocuparmos uns com os outros… não podemos curar o mundo” .(Audiência geral 12.08.2020).  

  • Cuidar com a oração

     Evangelho

               O nosso Evangelho de São Mateus recorda-nos que os membros da comunidade cristã podem sentir dificuldades de convivência. E faz apelo a que as dificuldades sejam resolvidas à luz de Deus, na caridade.

     Um caso na vida de São Domingos Sávio: Este jovem conheceu dois colegas prontos a fazerem um duelo à pedrada. Já tinham medido os passos de distância. Então, Domingos, com bons modos, colocou-se no meio deles, dizendo: atirai as pedras contra mim.[2] Evitou assim um conflito.

                  E para isso, muito vale a oração. Disse Jesus, como lemos hoje: ”Onde dois ou três se reunirem em meu nome, Eu estarei no meio deles”  (Mt 18, 20). É este um caminho para a correcção fraterna, que se pode conseguir também com a oração.

P. António Gonçalves (SDB)

[1] XV Jornada Mundial da Juventude, 19.08.2000,  Vigília de oração, Discurso, n. 6.

[2] Teresio Bosco, Domingos Sávio, Ed. Salesianas, p. 36-40.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub