Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CONFEDERAÇÃO PORTUGUESA DE ANTIGOS/AS ALUNOS/AS DO ENSINO CATÓLICO

Espaço aberto a comunicações de antigos alunos do ensino católico em Portugal.

Espaço aberto a comunicações de antigos alunos do ensino católico em Portugal.

CONFEDERAÇÃO PORTUGUESA DE ANTIGOS/AS ALUNOS/AS DO ENSINO CATÓLICO

17
Fev21

Aliança de Deus connosco no caminho da Quaresma


Oliveira

Proposta de Homilia para o 1.º Domingo da Quaresma – ANO B

21 de Fevereiro de 2021

     Irmãs e Irmãos, que pensamos do tempo da Quaresma? Um tempo triste? Talvez seja melhor dizer: Tempo de renovação e de aliança de Deus connosco.

  1. Aliança com Deus proposta de amizade

       Primeira leitura

      A nossa leitura começa com estas palavras: “Deus disse a Noé e a seus filhos: Estabelecerei a minha aliança convosco… e com todos os seres vivos que vos acompanham: aves, animais…”. Que vemos nesta promessa? A grande vontade que Deus tem de conviver na amizade connosco, e em harmonia com a natureza! E um ensinamento maior: Deus quer encaminhar os passos da humanidade até à plena Nova Aliança em Jesus Cristo, realizada na Páscoa! É a maravilha de vermos Deus com o seu olhar de amor para nós. Quaresma, não é tempo de tristeza, mas de alegria na aliança com Deus.

      E para os homens se lembrarem deste desejo, Deus serviu-se de um sinal da natureza: o arco íris. Disse Deus: “Este é o sinal da aliança que estabeleço convosco… o meu arco-íris sobre as nuvens”. É o fenómeno natural da decomposição da luz solar, que se reveste de beleza: Aliança de Deus connosco.

  1. Aliança vivida no Baptismo   

           Segunda leitura

            São Pedro vem completar o que meditamos na primeira leitura: Na sua primeira Carta, recorda que, pelo Baptismo, os cristãos aderiram a Cristo e à salvação que Ele veio oferecer. É o compromisso dos cristãos, na sua fidelidade à Aliança; compromisso assumido no Baptismo. Fé e vida, no caminho da salvação. É o princípio de uma nova humanidade, para vivermos na amizade com Deus. Oxalá que o mundo e cada um de nós saibamos compreender quanto Deus nos ama, e quanto nós devemos dizer sim e este amor: caminho de humanidade nova.

  1. Aliança com a nossa conversão

    Evangelho

     Irmãos, São Marcos inicia o seu evangelho chamando-nos à conversão. No deserto, Jesus sentiu as tentações do demónio. A vitória de Jesus sobre Satanás anuncia a sua vitória completa sobre o pecado. O Evangelho de Marcos tem este pormenor: Jesus começou a sua evangelização dizendo: “Cumpriu-se o tempo e está próximo o reino de Deus. Arrependei-vos e acreditai no Evangelho”. 

Não estranhemos este convite à conversão. Habitualmente a graça de Deus está em nós. Mas como lavamos o rosto todos os dias, sentimos que a nossa união com o Senhor precisa de um empenho todos os dias. Convertei-vos significa: voltai-vos mais para Deus. Jesus começou a construir um mundo novo: no amor e na Paz: “Dou-vos a minha paz, não como vo-la dá o mundo”.

     Queremos viver neste mundo novo, que é o Reino de Deus, com a nossa vida purificada pela conversão.  É o nosso trabalho de Quaresma, a caminho da Páscoa de Jesus.

P. António G. (SDB)

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub