Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CONFEDERAÇÃO PORTUGUESA DE ANTIGOS/AS ALUNOS/AS DO ENSINO CATÓLICO

Espaço aberto a comunicações de antigos alunos do ensino católico em Portugal.

Espaço aberto a comunicações de antigos alunos do ensino católico em Portugal.

CONFEDERAÇÃO PORTUGUESA DE ANTIGOS/AS ALUNOS/AS DO ENSINO CATÓLICO

30
Jan21

NÃO PODEMOS CALAR A VOZ DA CONSCIÊNCIA


Oliveira

NEM A MINHA, NEM A TUA, NEM A DOS PORTGUESES QUE O SEJAM DE VERDADE.

Agora, vítimas da TRAIÇÃO daqueles que andaram a angariar votos para serem deputados, só esperamos que a NAÇÃO FIDELÍSSIMA desperte e nas próximas eleições faça justiça aos que decretaram a PENA DE MORTE EM PORTUGAL.

Resta-nos a liberdade do voto e da oração, para que, respeitando os valores humanos e cristãos, se reflicta e se volte atrás. Um REFERENDO é imperioso. E a CONVERSÃO pedida por Cristo no início da sua vida pública e em Fátima, por Nossa Senhora, Rainha de Portugal, poderão deter o braço da Justiça Divina… que já se pode ler nas situações sócio políticas que nos penitenciam e na pandemia profetizada pela Jacinta antes da segunda Guerra Mundial ! … ALERTA, povo de Deus!... Cerrar fileiras e ‘contra o demónio, cantar e rezar’…

A G. Pires

EUTANÁSIA

Hoje, somos o pior país do mundo no número de infectados e de mortos por Covid-19, por milhão de habitantes.

Hoje, o Parlamento aprovou a eutanásia, sendo assim o quarto país na Europa e o sétimo no Mundo a fazê-lo.

Na cauda do Mundo na pandemia, na frente do Mundo na eutanásia! Que “felicidade”, que “milagre” nos oferecem deputados sempre tão abnegados e generosos!

Pobres, mas avançados. Confinados para viver, desconfinados para morrer. Com um SNS exíguo para cuidar e salvar, mas “obrigado” a matar em nome da dita modernidade anti-conservadora e progressista.

Todas as palavras não bastam para dizer quão vergonhosa, desumana, estúpida e insensível foi esta “coincidência”. À morte morrendo a que desgraçadamente assistimos junta-se a morte matando com que nos querem “civilizar”...

Depois não se queixem das monstruosidades que vão gerando com  o niilismo moral, indiferentismo humano e relativismo ético que subjazem  a esta e a outras iniciativas.

Entretanto, façam o favor de se porem à frente dos velhos doentes para a vacina. É que sem os deputados da eutanásia o que seria deste pobre país?

Bagão Félix

29 de Janeiro de 2021.

29
Jan21

EUTANÁSIA HOJE APROVADA: UM BALANÇO+E AGORA?


Oliveira

Partilho mais um email do Dr. António Torres sobre a lei da eutanásia aprovada hoje.

(A. Oliveira)

Caros amigos,

A eutanásia foi hoje aprovada no parlamento e esta noticia na Família Cristã tem todos os números, bem como os nomes dos deputados que votaram em dissonância com a sua bancada. No Facebook da Caminhada pela Vida encontrarão o comunicado da Federação Portuguesa pela Vida e, em anexo, a nota da Conferência Episcopal Portuguesa. Muitas outras reacções estão a acontecer (e muitas e boas iniciativas antecederam o dia de hoje [tal o ritmo que já não deu tempo para eu dar nota…]) mas agora queria concentrar-me no “e agora?”.

Fizemos uma belíssima campanha com uma pluralidade, profundidade, amplitude e impacto, sem precedentes! O movimento popular pró-vida é hoje mais forte do que nunca (alargou a sua base de apoio, cresceu em influência, maturou técnica e politicamente) e esta nossa presença na sociedade portuguesa, identificada com o seu sentir profundo, dará ainda mais, muitos e bons frutos no futuro. Hoje não fazemos se não começar…! E, pessoalmente, mal posso esperar pela próxima Caminhada pela Vida (e em mais cidades)! 

Temos, de facto, um problema com alguns partidos, faltam-nos mais protagonistas políticos das nossas causas, mas essa reflexão e discussão ficam para outro dia…

Quanto à lei, vai agora para o PR. Hoje foi apenas uma fase (e que, nunca será por demais lembrá-lo, fizemos juntos que durasse 5 anos [10, segundo a Isabel Moreira, tanto melhor…lol!]) e a batalha ainda não acabou.

Como sempre cada um fará o que melhor entenda, nisso incluído a forma de fazer chegar ao Palácio de Belém o clamor de um país inteiro. No entanto uns breves esclarecimentos sobre o que, na nossa opinião, fará sentido pedir (e uma vez que já circula muita coisa entre a nossa gente). Assim de rajada: não está nas mãos do PR que haja referendo, nem este é possível (legal e constitucionalmente) quando uma lei foi já aprovada final e globalmente (como hoje aconteceu); o chamado veto politico pode ser ultrapassado por uma maioria simples no parlamento e apenas a verificação da eventual inconstitucionalidade(s) pode, de facto, impedir ou limitar os danos, da lei hoje aprovada.

Queridos amigos: os tempos estão maus mas, independentemente do que ainda se venha a passar, fizemos o que devíamos: dissemos a verdade, alertámos como pudemos, não faltámos à chamada. Que gratidão não devemos sentir por isso! Que gratidão não devemos experimentar uns pelos outros! Que gratidão pelo que foi possível fazermos!

E, já se sabe, se fizemos o que devíamos, agora devemos o que fizemos…recordo assim o IBAN PT50 0033 0000 4523 7432 1610 5 (transferências em nome da Federação). Obrigado!

Um abraço comovido e grato do

Antonio Pinheiro Torres

Comunicado do Conselho Permanente da CEP face à aprovação da eutanásia (c/vídeo)

29
Jan21

Somos profetas em nome de Deus


Oliveira

Proposta de Homilia para o 4.º Domingo – ANO B

31 de Janeiro de 2021

     Irmãos, a palavra “profeta” sobressai nas leituras de hoje. Talvez alguém se admire ouvindo dizer que nós somos profetas, mas esta é nossa ientidade.

  1. Profeta: Moisés, guia do povo.

     Primeira leitura

     Na primeira leitura vemos Moisés a falar ao povo, dizendo: O Senhor teu Deus fará surgir no meio de ti um profeta como eu”. Moisés foi o grande profeta de Israel, que manteve a fé do povo no Deus único e verdadeiro, e defendeu a lei dos dez mandamentos. Os profetas foram os guias espirituais do povo de Deus. Moisés, com as palavras “Deus fará surgir no meio de ti um profeta”, anunciava a vinda futura do Messias, Jesus, o libertador da humanidade.

      Por que é importante a missão de profeta? Porque Deus disse a Moisés:  “Porei as minhas palavras na sua boca, e ele, o profeta, lhes dirá tudo o que Eu lhe ordenar”. O profeta é “Uma pessoa escolhida por Deus, chamada para ser a Palavra viva, no meio das pessoas”[1]. É grande a vocação de profeta. E nós, escutando os profetas, escutamos Deus: os profetas da Bíblia e os profetas da Igreja: o Papa, os bispos, os anunciadores de Deus.

  1. Profeta: Jesus e a Igreja.

     Evangelho

     São Marcos revela-nos a imagem de Jesus como Profeta libertador. Encontrava-se na sinagoga um homem, com alguns males, que o evangelista chama espírito impuro. E quando Jesus começou a ensinar, o homem reagiu, e ouviu-se esta voz: “Tu és o Santo de Deus”. Jesus voltou-se para o doente e ordenou ao espírito mau: “Cala-te e sai desse homem.” E o doente ficou curado. As pessoas abriram os olhos e reconheceram Jesus como Profeta superior, a iniciar a sua vitória contra o mal. E diz-nos São Marcos: “Ficaram todos admirados…… até manda nos espíritos impuros e eles obedecem-lhe”. Jesus, profeta libertador.

     O mundo precisa de libertação. E é papel da Igreja realizar a libertação dos males do mundo, não pelas suas forças apenas humanas, mas pela sua união com Cristo e no Espírito Santo. Recordamos como o Papa Francisco, na visita ao Chile, há alguns anos, se referiu à guerra atómica de 1945. Mostrou a foto de um menino que levava às costas o irmão que tinha morrido. Foto que impressiona e comove; pode-se ver na internet[2]. Irmãos, as opressões, guerras e males devem dar lugar à verdade e à paz.

    Irmãos, os jovens precisam da Igreja e a Igreja precisa dos jovens. Recordamos a Exortação Apostólica acerca dos jovens, “Cristo vive”. “Cristo, nossa Esperança, está vivo e é a mais formosa juventude deste mundo”.

  1. Profeta: livre para os interesses do Senhor.

      Segunda leitura

       Lembra o Papa Francisco, na Exortação Apostólica “Alegria do Evangelho” (n. 111): “Todo o povo de Deus anuncia o Evangelho”. Este pensamento do Papa mostra-nos a nobreza de sermos cristãos.

     São Paulo, na primeira Carta aos Coríntios, que hoje escutamos, reconhece o valor de quem se consagra ao senhor vivendo o celibato: “Quem não é casado preocupa-se com as coisas do Senhor”. Ele reconhece que celibato é um caminho para se dedicar de alma e coração ao serviço de Deus.

     Irmãos, alegramo-nos com a nossa identidade profética, para mostrarmos com a vida o rosto salvador de Jesus Cristo.      

P. António G. (SDB)

[1] cf. Dehonianos, comentário deste domingo,

[2] Google: Menino japonês levando o irmão morto

28
Jan21

REZAR AS COISAS QUE PODEMOS REAPRENDER


Oliveira

Partilho o texto da meditação da oração do terço do Cardeal Tolentino de Mendonça enviado pelo Ir. Manuel Silva, (assistente da COPAAEC)

(A Oliveira)

Parece paradoxal, mas esta difícil estação do presente representa também uma oportunidade para nos reencontrarmos.

Confinados a um isolamento compreendemos talvez melhor o que significa ser – e ser de forma radical – uma comunidade. A nossa vida não depende apenas de nós e das nossas escolhas: todos dependemos do amor e da bondade uns dos outros, todos experimentamos como é vital esta interdependência, esta trama feita de reconhecimento e de dom, de respeito e solidariedade, de autonomia e relação. Os cuidados individuais, que somos chamados a exercitar, não são a expressão do interesse próprio apenas. São, sim, a forma de colaborar para uma construção maior, de colocar os outros no centro, de sacrificar-se por eles, de privilegiar o bem comum.

Esta é a hora em que podemos, de facto, reaprender tantas coisas. Podemos reaprender a estar nas nossas casas, mas também a sentir que depende de nós o nosso prédio, a nossa rua, o nosso bairro, a nossa cidade, o nosso país, dando substância efectiva a palavras, tantas vezes destituídas dela, como são as palavras proximidade, vizinhança, humanidade, povo e cidadania. Podemos reaprender a utilizar as redes sociais não só como forma de divertimento e de evasão, mas como canais de presença, de solicitude e de escuta. Sem nos tocarmos, podemos reaprender o valor da saudação, o estímulo de um cumprimento, a incrível força que recebemos de um sorriso ou de um olhar. Sem que os nossos braços se estendam na direcção uns dos outros podemo-nos abraçar afectuosamente, como já o fazíamos ou de um modo mais intenso ainda, transmitindo nesses abraços reinventados o encorajamento, a hospitalidade, a certeza de que ninguém será deixado só.

Que sob o olhar materno de Maria e sob a protecção paterna de São José aceitemos reaprender os gestos essenciais da vida.

Cardeal José Tolentino de Mendonça.
25.01.2021

27
Jan21

Oração do Papa Francisco a Maria em tempo de Pandemia


Oliveira

A ORAÇÃO é, sem dúvida, a força da esperança. Todos nós esperamos que rapidamente acabe a pandemia que nos aflige. Todos nós - e como AA das Escolas Católicas - dispomos desta arma que vence Deus.

E confiando nas palavras de Cristo que nos manda rezar «Tudo o que pedirdes em meu nome o Pai vo-lo concederá». E ainda a recomendação: «Pedi e recebereis. Batei e abrir-se-vos há»… unámo-nos com o Papa Francisco e recitemos com toda a Fé a oração a Maria, Mãe de Jesus e nossa Mãe.

AGPires

 

26
Jan21

REALIZAR OBRAS DE PAZ PARA A EDIFICAÇÃO MÚTUA


Oliveira

«Em qualquer casa em que entreis dizei primeiro: “Paz a esta casa!”»

 Sabe-se se a paz é verdadeira se edifica a sociedade, a igreja, o homem

REALIZAR OBRAS DE PAZ PARA A EDIFICAÇÃO MÚTUA (cf. Rm 14,19)

*********************************

Apontamentos e casos:

  • Posso ter as minhas convicções bem precisas e claras,
  • mas, às vezes,
  • estou diante de pessoas que pensam diferente e entendo que dizer a minha posição pode ser causa de escândalo, pode gerar polémica ou até cortar
  • Nesses momentos, prefiro calar e escutar o outro.
  • Chegará o momento em que poderei dizer o que penso, sem que falte a caridade.
  • (É o conselho que Paulo nos dá no capítulo 14 de sua carta aos Romanos).
  • Logicamente, nos casos que em que identificamos injustiças, devemos falar em vista do bem de todos.
  • Nada é impuro por si só, afirma Paulo; é o nosso olhar e o nosso julgamento que tornam as coisas impuras.
  • Porém, devemos ter a convicção de que é Deus quem purifica tudo.
  • E permanecer no amor de Deus faz com que o nosso olhar e nosso julgamento sejam puros.
  • Com o nosso falar ou com o nosso silêncio, construamo-nos, edifiquemo-nos reciprocamente com obras de paz.
  • A vida de cada um é uma “construção” muito sensível.
  • Ficaríamos impressionados darmo-nos conta de quanto nos influenciamos
  • uns aos outros para o bem e para o mal, ajudando ou atrapalhando.
  • As plantas não vivem apenas de sua seiva; também do ar que respiram. (PM)

As obras de paz deixam no coração de quem as realiza

e de quem as recebe

uma alegria muito leve e ao mesmo tempo,  profunda,

dão a força para sorrir uns aos outros

com o olhar entrando um no outro.

Ir. Manuel Silva - (Assistente da COPAAEC)

23
Jan21

NOTÍCIAS-ARTIGOS: EUTANÁSIA APROVADA NA 1ª COMISSÃO!

PORQUE CONTINUO DEPOIS DE 25 ANOS DE COMBATE


Oliveira

Partilho mais um email do DR. António Pinheiro Torres, incansável activista pró-vida, sobre o famigerado tema da EUTANÁSIA para nossa informação e protesto contra esta insanidade, como ele refere.

(A. Oliveira)

Caros amigos: esta quinta-feira (dia 21) foi aprovada, na especialidade, a lei da eutanásia (enviarei o texto a quem me o pedir). A votação final e global deve ter lugar, em princípio, na manhã do próximo dia 29 de Janeiro (sexta-feira). Não há palavras que descrevam esta insanidade…! ☹ E perante isto, todo o escarcéu é pouco…!

Cada um faça, e agora!, o que puder: denúncia deste escândalo nas redes sociais (tem muito material no Facebook da Caminhada pela Vida), escrever aos partidos e/ou deputados (o mais eficaz é procura-los nas suas redes sociais e aí entabular um diálogo [a quem me pedir envio os links respectivos], espalhar os materiais que vão sendo emitidos (algumas imagens em anexo), intervenções públicas, escrever artigos e aos correios de leitor, subscrever a petição mais recente sobre o assunto, implorar ao Céu por uma réstia de bom-senso dos decisores políticos, seguir com atenção o que irá sendo divulgado e, finalmente, contribuir para as despesas da campanha, para o IBAN PT50 0033 0000 4523 7432 1610 5 (transferências em nome de Federação Portuguesa pela Vida). Obrigado aos que já o fizeram e nos ajudam nesta aflição!

Entretanto houve estes artigos ou intervençõesS. João Paulo II e a eutanásia (padre Nuno Serras Pereira), Enquanto uns lutam pela vida a Assembleia insiste em “aprovar leis que espalham a morte” (D. Nuno Brás, Bispo do Funchal), Dignidade humana, natureza humana, eutanásia (José Souto de Moura), Eutanásia: in dubio, pro vita! (padre Gonçalo Portocarrero de Almada), os textos nos Facebooks de Frei Fernando Ventura e de José Ribeiro e Castro, e ainda, noutro registo (sem comentários…) mas envio a título de informação: a entrevista à RR do presidente do Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida.  

Queridos amigos: muitos me perguntam porque depois de 25 anos continuo, com tantos amigos, empenhado nestes combates e alegre neles. A primeira razão é a gratidão profunda por Jesus se ter dignado a olhar para mim e acolhido na companhia da Igreja; a segunda é que não posso ver uma injustiça sem reagir e a terceira é a obra maravilhosa de Bem que vejo nascer todos os dias. Neste momento, por exemplo, esta: Covid-19: Projeto «ComVidas» leva voluntários para prestar ajuda nos lares de idosos. Não sei se dia 29 acontecerá um milagre mas os tempos estão maus e, por isso, aconteça o que acontecer, já adivinho como vai tudo acabar um dia: eles celebram a tragédia, passam ao assunto estapafúrdio seguinte (a próxima, cheira-me, é a legalização da prostituição…) e nós ficamos aqui a cuidar das vitimas destas leis (assim tem sido desde o aborto). Deus seja louvado por isso!

Um abraço grato e mesmo convencido da utilidade do que fazemos para todos os homens nossos irmãos, do

Antonio Pinheiro Torres

Anúncio tudo doido no Público 11-Janeiro.jpeg

frases António Costa no covid e a eutanásia 1.jp

frases António Costa no covid e a eutanásia 2.jp

frases António Costa no covid e a eutanásia 3.jp

Carta-aberta aos deputados anúncio no Público de

Anúncio máscara no Público 7-Janeiro.jpeg

 

23
Jan21

Voltar-se para Deus


Oliveira

3º DOMINGO DO TEMPO COMUM - ANO B

Domingo, 24 de Janeiro de 2021

     Irmãs e irmãos, que deseja Deus para a nossa salvação? Julgo que uma palavra resume o seu desejo: voltarmo-nos para Ele.

  1. Voltar-se para Deus é fonte de vida

     Primeira leitura

     A primeira leitura mostra-nos uma cidade que vivia à margem de Deus. Era Nínive, capital da Assíria. Estar afastado de Deus é estar afastado da fonte da vida. Como se a terra quisesse existir fora da órbita solar, perdia-se no espaço. Nínive vivia mal. Então, Deus  chamou o profeta Jonas: “Levanta-te, vai à cidade de Nínive, diz ao povo o que eu te indico”. Jonas anuncia o perigo: “Se não vos converterdes, daqui a quarente dias Nínive será destruída”. Que fez o povo? Acreditou no profeta, mudou de vida, voltou-se para Deus. E Deus desistiu da ameaça que tinha feito.

     Esta narrativa trás luz à pergunta: que deseja Deus de nós, para nos salvar? Deseja a nossa conversão, a nossa fé, o nosso diálogo com Ele. Podemos objectar: eu já estou convertido, convertida. Mas a conversão significa voltar-se para Deus, é uma atitude para cada dia.

  1. Voltar-se para Deus: é Deus em primeiro lugar

Segunda leitura

     São Paulo encontrou em Corinto uma comunidade com luzes e sombras. Talvez os cristãos estivessem baralhados, entre as escolhas de Deus e as do mundo. O mundo, no sentido da natureza, é bom. No livro do génesis, lemos sobre a criação do mundo: “E Deus viu que era bom”. Mas quando nos referimos ao mundanismo, ao apego às coisas do mundo, voltando as costas contra Deus, estamos em caminho perigoso. Por isso, Paulo dá-nos esta advertência: “O tempo é breve”. Ou seja, este mundo é passageiro. Que nos pede São Paulo? Colocai o coração nas coisas que não acabam: o bem, a honestidade, a fé, a caridade, os valores de Deus. Viver com os olhos postos no futuro. Um exemplo: Uma pessoa queria vingar-se. Foi-lhe indicado: quando daqui a vários anos Deus te chamar, como verias este momento em que te queres vingar? A pessoa ficou a meditar… Paulo convida-nos às prioridades: Deus em primeiro lugar significa o que Jesus Cristo disse quando uma pessoa lhe perguntou: qual é o primeiro de todos os mandamentos? Jesus respondeu: “O primeiro de todos os mandamentos é este: ouve, Israel, o Senhor nosso Deus é o único Senhor; amarás o Senhor teu Deus com todo o teu coração, com toda a tua alma, com toda a tua força e com todo o teu entendimento” (Marcos, 12, 28-30). Sim, Deus, em primeiro lugar. 

  1. Voltar-se para Deus é viver dia a dia com Deus

Evangelho

     Também o Evangelho de Marcos nos chama à conversão. Este evangelista vai-nos acompanhar durante vários domingos. E de que modo São Marcos inicia  o seu  evangelho? Apresenta Jesus no início da sua evangelização a dizer: “Cumpriu-se o tempo e está próximo o reino de Deus. Convertei-vos e acreditai no Evangelho”. O que é o reino de Deus? É nós estarmos em comunhão com Jesus, com o seu pensar, com o seu coração.

     Podemos recordar o exemplo de uma jovem que passou a vida a pedir a conversão dos pecadores. Alexandrina de Balasar. Aos 14 foi assaltada por uns malfeitores. Para lhe fugir e conservar a sua pureza, lançou-se da janela abaixo, de 4 metros de altura. Veio a ficar paralisada. Viveu a Paixão de Cristo. Sobre o mármore do seu túmulo podemos ler: “Pecadores, se as cinzas do meu corpo vos têm utilidade, para vos salvardes, aproximai-vos e passai por cima delas, calcai-as, até que desapareçam, mas não pequeis mais, não ofendais mais o nosso Jesus”. Este domingo pede-nos para vivermos, dia a dia, em união com Deus.

P. António G. (SDB)

 

 

21
Jan21

REZAR OS NOSSOS DIAS


Oliveira

Partilho o texto da meditação do terço, do cardeal Tolentino de Mendonça enviado pelo Ir. Silva.

(A. Oliveira)

Às vezes, demasiadas vezes, a vida assemelha-se a uma repartição cinzenta, onde os horários se cumprem sem motivação, nem empenho. Estamos, mas sem compromisso íntimo. Falamos e fazemos, mas sentindo o nosso interesse noutro lado. Vivemos, claro, aí, mas com o coração distante.

Ora, como é necessário tornar realmente úteis os dias úteis! Úteis não apenas por imposição do calendário. Úteis, porque vividos com generosidade e sentido. Úteis, porque não os atropelamos na voragem das solicitações, na dispersão das coisas, mas sabemos (ou melhor, ousamos) fazer deles lugar de criação e descoberta, tempo de labor e de escuta, modo de acção e de contemplação.

A sabedoria diz-nos que é preciso acolher o "inútil" se quisermos chegar ao verdadeiramente útil. E o inútil pode ser isto: o cuidado gratuito oferecido aos outros; a disponibilidade para hospedar a surpreendente passagem de Deus em cada dia; o tempo silencioso despendido em recolhida oração.

É verdade: o tempo que perdemos com a nossa rosa também nos ensina quão importante é a rosa para nós.

Cardeal J. Tolentino de Mendonça

19.01.2021

21
Jan21

EUTANÁSIA: REUNIÃO [HOJE] DA 1ª COMISSÃO

+ZOOM [HOJE] HISTÓRIA NAZI+CAMPANHA ORAÇÃO+OUTRAS NOTÍCIAS/ARTIGOS


Oliveira

Partilho mais um email do Dr. António Pinheiro Torres sobre o tema: lei da Eutanásia - informações actualizadas para podermos responder  e contrariar este ataque à vida e à dignidade humanas numa época de verdadeira catástrofe pandémica.

(A Oliveira)

Queridos amigos: sei bem que na actual situação não tem explicação como continuamos a falar de eutanásia, mas não tem remédio, porque eles não confinam…☹

Depois de há uma semana CDS travou eutanásia e lei já não chega a Belém na campanha eleitoral (um abraço reconhecido e grato ao deputado Telmo Correia!) a 1ª Comissão parlamentar vai reunir-se hoje (quinta-feira, 21-Janeiro) ás 14h30 para “Discussão e votação na especialidade das seguintes iniciativas legislativas:

(ratificação das votações indiciárias alcançadas em grupo de trabalho”. Salvo imprevistos e atendendo à agenda parlamentar isso significa que a votação final e global em plenário da Assembleia da República, deverá ter lugar na sexta-feira, 29 de JaneiroTemos de fazer um escarcéu sobre este escândalo (e nesta fase da pandemia)!

Na Federação fizemos uma campanha (anúncios, publicidade online, imagens virais e outdoors em 8 cidades do país [que estarão visíveis por três meses!]) que podem acompanhar e partilhar no Facebook da Caminhada pela VidaEstamos financeiramente exauridos (gastámos o que temos e o que não temos), pelo que quem quiser pode contribuir para o IBAN PT50 0033 0000 4523 7432 1610 5 (em nome de Federação Portuguesa pela Vida).

Também hoje (21-Jan) ás 17h30 há um Zoom promovido pelo Instituto de Ciências da Saúde da Católica sobre O «Programa eutanásia» nazi e as origens da matança dos «indesejados» durante a Segunda Guerra Mundial. Imperdível…!!

Uma amiga nossa diz-nos:” Podia e devia-se preparar  e lançar [além do que já fazem os Cercos de Jericó] uma Campanha de Oração pela Vida, onde se pediria que as pessoas rezassem o terço todos os dias em defesa da vida e pedindo a não aprovação e ou promulgação da lei da eutanásia!! A campanha seria iniciada na próxima semana – semana da provável votação final e aprovação da lei da eutanásia – e estender-se-ia, pelo menos, até à promulgação ou não promulgação da lei.”. Quem diz o Terço, diz qualquer outra forma de oração com que a pessoa se sinta confortável, conforme a respectiva confissão, já se sabe. Contem-nos o que farão!

SIC-Noticias transmitiu uma reportagem sobre este assunto e muito equilibrada! A jornalista (Amélia Ramos) pode ser felicitada neste seu email.

Finalmente os artigos que foram saindo: Dignidade e liberdade, ou o que a eutanásia não é (Inês Quadros) e Lei da Eutanásia sem pés nem cabeça (Isilda Pegado).

Queridos amigos: estamos na recta final (da fase parlamentar) deste embate. Precisa-se de um escarcéu! Cada um faça o que possa e juntos faremos grandes coisas.

Um abraço confiante e entusiasmado do

Antonio Pinheiro Torres  

Pág. 1/2

Mais sobre mim

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub