Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CONFEDERAÇÃO PORTUGUESA DE ANTIGOS/AS ALUNOS/AS DO ENSINO CATÓLICO

Espaço aberto a comunicações de antigos alunos do ensino católico em Portugal.

Espaço aberto a comunicações de antigos alunos do ensino católico em Portugal.

CONFEDERAÇÃO PORTUGUESA DE ANTIGOS/AS ALUNOS/AS DO ENSINO CATÓLICO

30
Nov20

NOVO PRESIDENTE DA OMAEC


Oliveira

NOTÍCIAS

da                    

logo.png

Caríssimos Amigos

A OMAEC realizou, no dia 28 de novembro, a sua Assembleia Geral que também foi para a eleição do Presidente. Pela primeira vez e com um programa excepcionalmente bem elaborado, concretizou-se em videoconferência, com a participação de quase meia centena de elementos representativos das organizações continentais e nacionais das diversas partes do mundo.

O Presidente cessante, JOSÉ ANTÓNIO CECÍLIA e o Secretário Geral, JOSÉ RAMON B. PEÑORANDA, podem dar-se por satisfeitos com o sucesso alcançado. Os vários documentos em apreciação foram votados por unanimidade como que a culminar um mandato bem sucedido, apesar das muitas contingências difíceis de contornar.

Foram comuns os votos e os aplausos de um bem merecido bem-haja pelo bom serviço prestado.

Como ato final da Assembleia, procedeu-se à votação em conformidade com o Regulamento Eleitoral previamente elaborado, apreciado, votado e aprovado.

Sendo a votação secreta e exclusivamente feita pelo delegado de cada confederação, devidamente identificado e com direito a votar, competiu ao escrutinador (no caso o Assistente Eclesiástico) coordenar a recepção e contagem dos votos. Resultou com maioria um Antigo Aluno dos Salesianos da Colômbia, Dr. ALFONSO SAAVEDRA, advogado e professor, com bastante experiência no âmbito das Associações de Antigos Alunos a nível nacional e da UNAEC-América. A COPAAEC formula os melhores votos ao novo presidente e todo o sucesso no desempenho de tão importantes funções a nível mundial. E propõe-se acompanhá-lo fraternalmente com a oração solidária.

António G. Pires

HOJA DE VIDA DE
ALFONSO GIRALDO SAAVEDRA


De nacionalidad Colombiana, nacido el 5 de julio de 1960.
Exalumno del Colegio Salesiano de León XIII de Bogotá, promoción 1979.
Abogado de la Universidad Santo Tomás de Bogotá, 1988.
Especialista en Derecho Público Comparado del Instituto de Estudios Europeos de Turín, Italia, 1990.
Especialista en Derecho Público de la Universidad Nacional de Colombia, 1993
Especialista en Docencia Universitaria de la Universidad Santo Tomás de Bogotá, 2002.
Magister en Derecho Penal de la Universidad Santo Tomás de Bogotá, 2017
Ha ejercido su profesión de abogado en el sector público; en el Congreso de la República, asesor y contratista y en los últimos 20 años en la Fiscalía General de la Nación, ejerciendo los cargos de Profesional Especializado, Director y Jefe de la División Nacional de Investigaciones de Policía Judicial, Director Seccional de la Fiscalía en la ciudad de Santa Marta, Fiscal Especializado de carrera en la Dirección Nacional contra el Lavado de Activos y en la actualidad en el grupo especial del caso Odebrechet en Fiscalía delegada ante la Corte Suprema de Justicia.
Su ejercicio profesional lo ha combinado por algo más de 15 años con la docencia, iniciando en un Colegio de Secundaria y pasando por varias universidades del país.
Su trabajo con el exalumnado salesiano lo ha asumido como una vocación y se remonta desde los años ochenta y en la actualidad es el Presidente de la Asociación de Exalumnos Salesianos de la Provincia de Bogotá.
Es corresponsal en Colombia de la OMAEC y elegido en el mes de octubre de 2017 en la ciudad de Roma, Presidente de la Unión Americana de Exalumnos de la Educación Católica - UNAEC – AMÉRICA, lo que le ha dado el derecho a ostentar en la actualidad el cargo de Vicepresidente de la OMAEC.
Está casado y tiene dos hijos.
Habla español e italiano.

30
Nov20

Perfil do novo Presidente da OMAEC


Oliveira

Alfonso Giraldo Saavedra, Advogado 

Foi proposto pela Confederação Mundial dos Antigos Alunos de D. Bosco (Salesianos) e pela União Americana dos Antigos Alunos das Escolas Católicas (UNAEC-América)

Alfonso1.jpg

Alfonso2.jpg

Alfonso3.jpg

Alfonso4.jpg

Alfonso1a.jpg

HOJA DE VIDA DE
ALFONSO GIRALDO SAAVEDRA


De nacionalidad Colombiana, nacido el 5 de julio de 1960.
Exalumno del Colegio Salesiano de León XIII de Bogotá, promoción 1979.
Abogado de la Universidad Santo Tomás de Bogotá, 1988.
Especialista en Derecho Público Comparado del Instituto de Estudios Europeos de Turín, Italia, 1990.
Especialista en Derecho Público de la Universidad Nacional de Colombia, 1993
Especialista en Docencia Universitaria de la Universidad Santo Tomás de Bogotá, 2002.
Magister en Derecho Penal de la Universidad Santo Tomás de Bogotá, 2017
Ha ejercido su profesión de abogado en el sector público; en el Congreso de la República, asesor y contratista y en los últimos 20 años en la Fiscalía General de la Nación, ejerciendo los cargos de Profesional Especializado, Director y Jefe de la División Nacional de Investigaciones de Policía Judicial, Director Seccional de la Fiscalía en la ciudad de Santa Marta, Fiscal Especializado de carrera en la Dirección Nacional contra el Lavado de Activos y en la actualidad en el grupo especial del caso Odebrechet en Fiscalía delegada ante la Corte Suprema de Justicia.
Su ejercicio profesional lo ha combinado por algo más de 15 años con la docencia, iniciando en un Colegio de Secundaria y pasando por varias universidades del país.
Su trabajo con el exalumnado salesiano lo ha asumido como una vocación y se remonta desde los años ochenta y en la actualidad es el Presidente de la Asociación de Exalumnos Salesianos de la Provincia de Bogotá.
Es corresponsal en Colombia de la OMAEC y elegido en el mes de octubre de 2017 en la ciudad de Roma, Presidente de la Unión Americana de Exalumnos de la Educación Católica - UNAEC – AMÉRICA, lo que le ha dado el derecho a ostentar en la actualidad el cargo de Vicepresidente de la OMAEC.
Está casado y tiene dos hijos.
Habla español e italiano.

Alfonso1a.jpg

CURRICULUM VITAE DE
ALFONSO GIRALDO SAAVEDRA


De nationalité colombienne, né le 5 juillet 1960.
Ancien élève du Collège salésien de Léon XIII de Bogota, promotion 1979.
Avocat diplômé de l’Université Santo Tomás de Bogota, 1988.
Spécialiste en droit public comparé à l’Institut d’études européennes de Turin, Italie, 1990.
Spécialiste en droit public, Université nationale de Colombie, 1993
Spécialiste de l’enseignement universitaire à l’Université Santo Tomás de Bogota, 2002.
Magistère en droit pénal de l’Université Santo Tomás de Bogota, 2017
A exercé sa profession d’avocat dans le secteur public ; au Congrès de la République, comme conseiller et contractant et, au cours des 20 dernières années, au Bureau du Procureur général de la Nation, exerçant les fonctions de professionnel spécialisé, directeur et chef de la Division nationale des enquêtes de police judiciaire, Directeur de section du Bureau du Procureur de la ville de Santa Marta, Expert fiscal à la Direction nationale de lutte contre le blanchiment d’argent et actuellement dans le groupe spécial de l’affaire Odebrecht au Bureau du Procureur délégué à la Cour Suprême de Justice.
En parallèle avec son exercice professionnel, il a oeuvré pendant un peu plus de 15 ans dans l’enseignement, en commençant dans un collège secondaire et passant par plusieurs universités du pays.
Il assume son travail au sein des anciens élèves des Salésiens comme une vocation et cela depuis les années quatre-vingt. Il est actuellement président de l’Association des anciens élèves des Salésiens de la Province de Bogota.
Correspondant de l’OMAEC en Colombie, il a été élu en octobre 2017 à Rome, président de l’UNAEC-Amérique, Union américaine des anciens élèves de l’éducation catholique, ce qui lui a donné le droit de devenir vice-président de l’OMAEC.
Il est marié avec deux fils.
Il parle espagnol et italien.

Alfonso1a.jpg

CURRICULUM VITAE OF
ALFONSO GIRALDO SAAVEDRA


Colombian nationality, born 5 July 1960.
Former pupil of the Salesian College of Leo XIII of Bogota, class of 1979.
Lawyer graduated from Santo Tomás University of Bogota, 1988.
Specialist in compared public law, the Institute of European Studies in Turin, Italy, 1990.
Public Law Specialist, National University of Colombia, 1993
Specialist in university education at Santo Tomás University of Bogota, 2002.
Magisterium in Criminal Law of Santo Tomás University of Bogota, 2017
Has practised as a lawyer in the public sector ; in the Congress of the Republic, as a consultant and contractor and, over the past 20 years, in the Office of the General Attorney of the Nation, performing the functions of specialized professional, director and head of the National Division of Judicial Police Investigations, Section Director of the Office of the Prosecutor of the City of Santa Marta, Tax expert at the National Anti-Money Laundering Directorate and currently in the Odebrecht Case Panel at the Office of the Prosecutor at the Supreme Court of Justice.
In parallel with his professional practice, he worked for a little over 15 years in teaching, starting at a secondary college and passing through several universities in the country.
He takes up his work among the former pupils of the Salesians as a vocation and has done so since the 1980s. He is currently president of the Association of former pupils of the Salesians of the Province of Bogota.
As OMAEC correspondent in Colombia, he was elected in October 2017 in Rome, President of UNAEC-America, the American Union of former pupils of Catholic Education, which gave him the right to become Vice-President of OMAEC.
He is married with two sons.
He speaks Spanish and Italian.

Alfonso1a.jpg

PROGRAMA OMAEC


• CON EL FIN DE LOGRAR UNA MAYOR EFECTIVIDAD EN EL TRABAJO DE LA OMAEC A NIVEL MUNDIAL Y CONTINENTAL, SE PROPONDRA ESTUDIAR A PROFUNDIDAD UNA REFORMA DE ESTATUTOS. ENTRE LOS TEMAS PROPUESTOS TENEMOS LA CREACION DE SECRETARIAS PERMANENTES PARA DIVERSOS ASPECTOS, TALES COMO :
➢ SECRETARIA PERMANENTE PARA LOS JOVENES, CUYA FINALIDAD SERA EL DESARROLLO DE LA MISION Y VISION DE LA OMAEC AL ESTILO JUVENIL, LA CUAL SERA INTEGRADA POR EXALUMNOS JOVENES HASTA LOS 35 AÑOS. CADA CONFEDERACION NACIONAL PRESENTARA UN JOVEN QUE HARA PARTE DE DICHA SECRETARIA, LOS JOVENES INTEGRANTES ELEGIRAN UNA TERNA QUE SERA PRESENTADA A LA PRESIDENCIA MUNDIAL DE LA OMAEC, PARA QUE DE ALLI SEA ESCOGIDO EL SECRETARIO PERMANENTE PARA LOS JOVENES.
➢ SECRETARIA PERMANENTE DE NEGOCIOS, A TRAVES DE LA CUAL SE PUEDA CREAR UNA PLATAFORMA EMPRESARIAL DE EXALUMNOS CATOLICOS SENSIBLES A LAS NECESIDADES DEL MOVIMIENTO EXALUMNAL MUNDIAL EN PARTICULAR Y A LA SOCIEDAD EN GENERAL, CON EL FIN DE LOGRAR UNA CARIDAD MAS VIVA Y OPERANTE.
➢ SECRETARIA PERMANENTE DE CORRESPONSALES, LA CUAL DEBERA ESTAR INTEGRADA POR EXALUMNOS DE DIVERSOS IDIOMAS, QUIENES SE ENCARGARAN DE ACOMPAÑAR Y MANTENER CONTACTO DIRECTO Y PERMANENTE CON LOS RESPECTIVOS CORRESPONSALES, PROCURANDO SIEMPRE LA FINALIDAD DE ESTOS, LA CREACIÓN DE LAS CONFEDERACIONES NACIONALES DE EXALUMNOS DE LA EDUCACION CATOLICA, EN EL PAIS DONDE NO EXISTA.
➢ SECRETARIA PERMANENTE DE LA VIRTUALIDAD Y MEDIOS TECNOLOGICOS. PARADOJICAMENTE UNO DE LOS ASPECTOS POSITIVOS DE ESTA PANDEMIA, HA SIDO EL ACERCAMIENTO SOCIAL A NIVEL MUNDIAL A TRAVES DE LA VIRTUALIDAD. LA OMAEC DEBE ACERCARSE A TODOS SUS ASOCIADOS Y PARA ELLO DEBE HACER USO DE ESTOS MEDIOS TECNOLOGICOS ; EN PRIMER LUGAR LOS ENCUENTROS VIRTUALES Y EN SEGUNDO LUGAR LOS PRESENCIALES, OBVIAMENTE CUANDO LAS CIRCUNSTANCIAS LO PERMITAN A TRAVES DE CONGRESOS, ASAMBLEAS, CONFERENCIAS, VISITAS PERSONALES, ETC.
• REESTRUCTURAR LAS FINANZAS DE LA OMAEC, LOGRANDO ESGABLECER UNA CULTURA DEL PAGO DE LA CUOTA DE SONTENIMIENTO PARTIENDO DE LA RACIONALIDAD Y EL DIALOGO AL ESTABLECER EL NUEVO VALOR DEL APORTE, PARA LO CUAL SE DEBERA TENER PRESENTE EL NUMERO DE ASOCIACIONES O FEDERACIONES MIEMBROS QUE CONFORMAN LA RESPECTIVA CONFEDERACION NACIONAL Y PARA LOS DEMÁS ASOCIADOS ESTABLECER CUOTAS FIJAS QUE DEBERAN SER TASADAS EN DOLARES.

Alfonso1a.jpg

PROGRAMME POUR L’OMAEC


• AFIN D'OBTENIR PLUS D'EFFICACITÉ DANS LE TRAVAIL DE L'OMAEC AU NIVEAU MONDIAL ET CONTINENTAL, IL EST PROPOSÉ D'ÉTUDIER UNE RÉFORME EN PROFONDEUR DES STATUTS. PARMI LES SUJETS PROPOSÉS, NOUS AVONS LA CRÉATION DE SECRÉTARIATS PERMANENTS POUR DIFFÉRENTS ASPECTS, TELS QUE :
➢ UN SECRÉTARIAT PERMANENT POUR LES JEUNES, DONT LE BUT SERA LE DÉVELOPPEMENT DE LA MISSION ET DE LA VISION DE L'OMAEC AVECLE STYLE DES JEUNES, ET QUI INTÉGRERA LES JEUNES ANCIENS ÉLÈVES DE MOINS DE 35 ANS. CHAQUE CONFÉDÉRATION NATIONALE PRÉSENTERA UN JEUNE ANCIEN QUI FERA PARTIE DU DIT SECRÉTARIAT, CES JEUNES CHOISIRONT UNE LISTE RESTREINTE QUI SERA PRÉSENTÉE À LA PRÉSIDENCE MONDIALE DE L'OMAEC, AFIN QUE, À PARTIR DE LÀ, LE SECRÉTAIRE PERMANENT PUISSE ÊTRE CHOISI.
➢ UN SECRÉTARIAT PERMANENT POUR LE MONDE DES AFFAIRES, À TRAVERS DUQUEL POURRA ÊTRE CRÉÉE UNE PLATEFORME D'ANCIENS ÉLÈVES DE L’ENSEIGNEMENT CATHOLIQUE SENSIBLES AUX BESOINS DU MOUVEMENT MONDIAL DES ANCIENS ÉLÈVES EN PARTICULIER, ET DE LA SOCIÉTÉ EN GÉNÉRAL, AFIN DE RÉALISER UNE CHARITÉ PLUS VIVANTE ET EFFICACE.
➢ UN SECRÉTARIAT PERMANENT POUR LES CORRESPONDANTS, LEQUEL DEVRAIT INTÉGRER DES ANCIENS ÉLÈVES DE DIFFÉRENTES LANGUES QUI AURONT LA CHARGE D'ACCOMPAGNER ET DE MAINTENIR UN CONTACT DIRECT ET PERMANENT AVEC LES CORRESPONDANTS LOCAUX RESPECTIFS, EN CONFIRMANT TOUJOURS LA FINALITÉ DE CEUX-CI : LA CRÉATION DE CONFÉDÉRATIONS NATIONALES D’ANCIENS ÉLÈVES DE L’ENSEIGNEMENT CATHOLIQUE DANS LES PAYS OU ELLES N’EXISTENT PAS.
➢ UN SECRÉTAIRE PERMANENT DE LA VIRTUALITÉ ET DES MÉDIAS TECHNOLOGIQUES. DE FAÇON PARADOXALE, L’UN DES ASPECTS POSITIFS DE LA PANDÉMIE A ÉTÉ DE DÉVELOPPER UNE APPROCHE SOCIALE MONDIALE PAR LA VIRTUALITÉ. L'OMAEC DOIT SE RAPPROCHER DE TOUS SES MEMBRES ET POUR CE FAIRE, IL DOIT UTILISER CES MOYENS TECHNOLOGIQUES ; EN PREMIER LIEU, LES RÉUNIONS VIRTUELLES ET EN DEUXIÈME LIEU, LES RÉUNIONS PRÉSENTIELLES, DE FAÇON ÉVIDENTE QUAND LES CIRCONSTANCES LE PERMETTRONT, À TRAVERS LES CONGRÈS, ASSEMBLÉES, CONFÉRENCES, VISITES PERSONNELLES, ETC.
• RESTRUCTURER LES FINANCES DE L'OMAEC, PARVENIR À INSTITUER UNE CULTURE DU PAIEMENT DES FRAIS DE SOUTIEN BASÉE SUR LA RATIONALITÉ ET LE DIALOGUE LORS DE L'ÉTABLISSEMENT DES NOUVEAUX MONTANTS DES COTISATIONS, POUR LESQUELS IL DOIT ÊTRE PRIS EN COMPTE LE NOMBRE D’ASSOCIATIONS ET DE FÉDÉRATIONS MEMBRES QUI FORMENT LA CONFÉDÉRATION NATIONALE ET POUR LES AUTRES MEMBRES DES QUOTAS FIXES QUI DOIVENT ÊTRE APPROUVÉS EN DOLLARS.

Alfonso1a.jpg

PROGRAM FOR OMAEC


• IN ORDER TO OBTAIN MORE EFFICIENCY IN THE WORK OF OMAEC AT GLOBAL AND CONTINENTAL LEVELS, IT IS PROPOSED TO STUDY AN IN-DEPTH REFORM OF THE STATUTES. AMONG THE SUBJECTS PROPOSED, WE HAVE THE CREATION OF PERMANENT SECRETARIATS FOR DIFFERENT ASPECTS, SUCH AS :
➢ A PERMANENT YOUTH SECRETARIAT, THE GOAL OF WHICH WILL BE THE DEVELOPMENT OF OMAEC'S MISSION AND VISION WITH THE YOUNG STYLE, AND WHICH WILL INTEGRATE YOUNG OLD PUPILS UNDER 35 YEARS OF AGE. EACH NATIONAL CONFEDERATION WILL PRESENT A YOUNG FORMER PUPIL WHO WILL BE PART OF THE SAID SECRETARIAT, ALL THESE YOUNG PEOPLE WILL CHOOSE A RESTRICTED LIST THAT WILL BE PRESENTED TO THE WORLD PRESIDENCY OF OMAEC, SO THAT FROM THERE THE PERMANENT SECRETARY MAY CHOOSE.
➢ A PERMANENT SECRETARIAT FOR THE BUSINESS WORLD, THROUGH WHICH A PLATFORM CAN BE CREATED FOR CATHOLIC EDUCATION OLD PUPILS SENSITIVE TO THE NEEDS OF THE WORLD OLD PUPILS MOVEMENT IN PARTICULAR, AND OF THE SOCIETY IN GENERAL, IN ORDER TO ACHIEVE A MORE LIVING AND EFFICIENT CHARITY.
➢ A PERMANENT SECRETARIAT FOR CORRESPONDENTS, WHICH SHOULD INCLUDE OLD PUPILS OF DIFFERENT LANGUAGES WHO WILL BE RESPONSIBLE FOR ACCOMPANYING AND MAINTAINING DIRECT AND PERMANENT CONTACT WITH THE RESPECTIVE LOCAL CORRESPONDENTS, ALWAYS CONFIRMING THE PURPOSE OF THESE CORRESPONDENTS : THE CREATION OF NATIONAL CONFEDERATIONS OF CATHOLIC EDUCATION OLD PUPILS IN COUNTRIES WHERE THEY DO NOT EXIST.
➢ A PERMANENT SECRETARY FOR VIRTUALITY AND TECHNOLOGICAL MEDIA. PARADOXICALLY, ONE OF THE POSITIVE ASPECTS OF THE PANDEMIC WAS TO DEVELOP A GLOBAL SOCIAL APPROACH THROUGH VIRTUALITY. THE OMAEC MUST APPROACH ALL ITS MEMBERS AND TO DO SO, IT MUST USE THESE TECHNOLOGICAL MEANS ; FIRSTLY, VIRTUAL MEETINGS AND SECONDLY FACE-TO-FACE MEETINGS, OBVIOUSLY WHEN CIRCUMSTANCES PERMIT, THROUGH THE CONGRESSES, ASSEMBLIES, CONFERENCES, PERSONAL VISITS, ETC.
• RESTRUCTURE OMAEC FINANCES, ACHIEVE A CULTURE OF SUPPORT FEE PAYMENT BASED ON RATIONALITY AND DIALOGUE WHEN SETTING NEW FEE AMOUNTS, FOR WHICH WE SHALL BE TAKEN INTO ACCOUNT THE NUMBER OF MEMBER ASSOCIATIONS AND FEDERATIONS FORMING THE NATIONAL CONFEDERATION AND FOR OTHER MEMBERS THE FIXED QUOTAS TO BE APPROVED IN DOLLARS.

29
Nov20

SER (mais) HUMANO


Oliveira

Inserimos hoje, com prazer esta «peça» recebida da UASP (União de Antigos Alunos dos Seminários Portugueses)

(AGPires)

image002.png

No fim, quando a pandemia acabar… 
– talvez sejamos capazes de compreender
que o melhor para todos e cada um, é sermos mais humanos;
que dependemos mais uns dos outros do que pensamos;
que as lógicas egoístas não nos salvam e podem deitar a perder o esforço de muitos;
que a defesa e a promoção da vida humana, bem maior de uma comunidade, é missão nobre da política;
que o princípio do bem comum permite defender a vida de todos, sem deixar ninguém para trás;

Para ver o artigo na integra clique AQUI 

27
Nov20

Sugestão de Homilia


Oliveira

1.º DOMINGO DO ADVENTO - ANO B

Vinda do Redentor – Esperança - Vigilância

     Irmãs e irmãos, iniciamos o tempo do Advento. Esta palavra significa “vinda”, e refere-se ao Messias, que veio no primeiro Natal em Belém; vem todos os dias; virá na sua glória no fim dos tempos. Vem como Redentor, responde à esperança, que nos leva a estar vigilantes.  

  1. Advento: um desejo de fé e esperança

Primeira leitura

     A primeira leitura mostra-nos que o povo tinha conhecimento de Deus revelado na sua história. Por isso, rezou assim Isaías: “Vós, Senhor, sois nosso Pai e nosso Redentor”. O profeta reconhece Deus como Pai e redentor, mas sente que era preciso ter essa presença, e rezou: “Ó se rasgásseis céus e descêsseis!”  O povo esperava a vinda do Messias. Essa oração de Isaías mostra um grande desejo, mostra fé e esperança: sentimentos de sempre, e de modo particular do Advento.

     Irmãos, hoje nós sentimos esse desejo, da vinda de Jesus? Sentimos que Deus é indispensável para a nossa humanidade? Sabemos que só com Ele a História tem sentido, caminho, futuro?  

     O Messias já veio. Mas é necessário o nosso encontro com Ele. A fé em Jesus é vida. O mundo precisa de fé e de vida. Precisa de Deus. Ó se rasgásseis o céu e descêsseis! Precisamos do nosso encontro com Ele.

  1. Advento: Encontro com Jesus.

Segunda leitura

     São Paulo mostra-se feliz pela comunidade ou Igreja em Corinto, que foi enriquecida com as graças do Senhor Jesus. Diz o Apóstolo: “Dou graças a Deus … porque fostes enriquecidos em tudo…… e tornou-se firme em vós o testemunho de Cristo”. Paulo reconhece que a comunidade tornou-se firme e dava testemunho de Cristo. Um óptimo elogio, para essa comunidade. Também nós precisamos de ter vivo o nosso encontro com Jesus.

  1. Advento: O nosso compromisso com o Reino

Evangelho

     O Evangelho de Marcos convida os discípulos a terem a certeza de que o “Senhor vem”. Ensina também que esse tempo de espera deve ser um tempo de compromisso activo com a construção do Reino de Deus.  

     Jesus conta uma parábola dizendo: Um homem ia partir de viagem e deu plenos poderes aos seus servos… Eles deviam cumprir as suas tarefas, contando com o regresso do patrão.

     Depois de contar esta parábola, Jesus disse aos discípulos: "vigiai, porque não sabeis quando virá o dono da casa”. Os servos desta parábola somos nós, o dono da Casa é Deus.

   Não devemos entender a vinda do dono da casa [o Senhor] como ameaça, nem com temor, mas com desejo de fidelidade à fé cristã.

     Hoje vivemos uma dificuldade: a agitação exterior; nas estradas o fluxo de trânsito: carros ligeiros; autocarros de passageiros; camiões de cinco rodados… E talvez tenha de ser assim. Mas que acontece? Em vez do silêncio interior que dá vida, temos o barulho e a agitação exterior que dificulta a reflexão. A vigilância, no sentido humano e cristão, dá-nos segurança.  

     “Estou à porta e bato…” – diz-nos o Senhor no Apocalipse (3, 20). Nunca estaremos sozinhos. O Senhor caminha connosco, e ama-nos. Neste caminho, para o Natal, o Senhor chama-nos a abrir a porta do coração. Uma porta que se abre por dentro. Vinde, Senhor Jesus.

P. António Gonçalves, SDB

24
Nov20

A ORAÇÃO DO BOM-SAMARITANO


Oliveira

Partilho a oração do Cardeal Tolentino de Mendonça enviada pelo Ir. Manuel Silva.

(AOliveira)

Peço-te, Senhor, que me ensines a arte da compaixão.

Não me permitas subir pelo tempo fora aparelhado de uma indiferença crescente como se habitasse uma cápsula. Tu sabes como facilmente nos tornámos uma máquina de fabricar razões para o escapismo e como estamos longe da construção quotidiana de uma amizade social. Não me deixes supor o mundo, com todas as suas dores, como um flagelo indecifrável e distante do qual tenho simplesmente de me proteger, em vez de interpretá-lo como um apelo que me vem de ti para atuar em teu nome; um apelo a despojar-me das camadas de conforto que isolam e a lavar os pés dos irmãos, como tu o fizeste na última ceia. Não consintas no meu virar de cara rotineiro; na minha surdez ao apelo da vida nua que facilmente se perde entre todas as vozes; na dureza prática com que encaro as fragilidades que irrompem na vida dos outros; nas desculpas que dou por andar ocupado noutra esfera; no comodismo que se disfarça no juízo de que já é tarde demais e que nada se pode fazer.

Ensina-me a meter-me em jogo, a viver a minha existência em saída, a entendê-la como uma vida que não me pertence completamente, pois está hipotecada à compaixão, à misericórdia e ao cuidado.

Ensina-me a prece verdadeira, aquela prece feita não de palavras mas de gestos, que o bom samaritano fazia subir até ti.

Cardeal José Tolentino de Mendonça

23.11.2020

21
Nov20

Canto pela Paz 2020


Oliveira

Caros amigos

Dia 22, Domingo. 

Vale a pena investir na Paz!  

Pouquinhos minutos: Veja  o que se segue (Ir. Silva)

Recebemos o seguinte pedido de divulgação do Canto pela PAZ 2020

Vimos deste modo solicitar a partilha deste evento nas suas redes sociais e na sua mailing list de modo a levar este evento ao maior número de pessoas, sobretudo jovens.

O 2º Festival Infanto - Juvenil Canto pela Paz, terá lugar no dia 22 de novembro, pelas 15h

no Centro Pastoral de Nova Oeiras, 

e visa a promoção do Diálogo Inter-religioso/Ecuménico, 

para 

a Inclusão 

e Cidadania Global.

Este projeto tem como objetivo principal, proporcionar ações que promovam o relacionamento entre religiões e igrejas, onde as crianças e os jovens possam, sem qualquer distinção e em perfeita harmonia, serem elas, as principais protagonistas e agentes de mudança e facilitadoras de Paz e de Unidade, através do canto, da música, da arte, enquanto linguagens universais.

Este 2º Evento do Canto pela Paz terá a participação de 30 grupos provenientes de vários países, bem como grupos, Igrejas e Religiões em Portugal. Através da transmissão para todo o mundo via streaming (transmissão direta via YouTube) muitos mais, dos 5 continentes estarão unidos a nós. 

Solicitamos a vossa colaboração, partilhando no vosso site e redes sociais este evento planetário. Obrigada!

Para qualquer esclarecimento por favor pode contactar para 929 273 812.

Os meus melhores cumprimentos.

Filipe Dias (Diretor) e toda a equipa de organização do Canto pela Paz.

Página Web: www.cantopelapaz.org

Vídeos Promocionais: 

https://youtu.be/e8o9ODJMQbI -  Inglês

https://youtu.be/tSg_5kAe_XA - Português

https://youtu.be/gK7lgFYkr88 -  participantes no CPP2020

Redes sociais:

 https://www.facebook.com/www.cantopelapaz.org/

 https://twitter.com/CantoPela/

 https://www.instagram.com/cantopelapaz.oeiras/ 

         https://www.youtube.com/channel/UCspnGAGV-gWPWILYoGJKOyQ/videos 

Cartaz:  https://drive.google.com/file/d/19QgmlyaoIETSCgsa658LMTu4xFpFb0p4/view?usp=sharing

21
Nov20

Nosso Senhor Jesus Cristo Rei do universo


Oliveira

Bom Pastor

DOMINGO, 22 DE NOVEMBRO DE 2020

     Irmãs e irmãos, celebramos hoje Jesus Cristo como Rei do Universo. Que nos diz o título de Rei atribuído a Jesus? Já sabemos: Rei sem armas, Rei de amor.

Deus, o Bom Pastor

Primeira leitura

     O profeta Ezequiel conduz-nos a Deus, com o título de Bom Pastor. No Antigo Testamento era importante conhecer o Deus único, o Deus de Abraão, o Deus do povo, para evitar os ídolos. Ezequiel mostra-o como Bom Pastor. Usa estas palavras pronunciadas por Deus:  “Eu apascentarei as minhas ovelhas e as levarei a repousar … Hei de procurar a que anda perdida… Tratarei a que estiver ferida…” (Ez 34,15). O profeta quis dizer ao povo exilado na Babilónia: confiai em Deus, único Senhor, Ele é o Bom Pastor. Ele mostra carinho e atenção para com as pessoas. Diz estas palavras: “tratarei a ovelha que estiver ferida”. A imagem de Bom Pastor dá confiança, para o povo se aproximar de Deus. E anuncia Jesus Bom Pastor. Diz-nos Jesus: “Eu sou o Bom Pastor” (Jo 10,11).

      Às vezes agarramo-nos a outros pastores: a riqueza, o poder. Mas Deus é o Bom Pastor. Rezamos, com o salmo 23 (22): “O Senhor é meu Pastor: nada me há de faltar”.

  1. Jesus Cristo Rei dá-nos a vida plena

Segunda leitura

São Paulo, na Carta aos Coríntios, mostra-nos o sentido glorioso de Jesus, que nos faz participantes da sua vida plena de ressuscitado. Diz assim: “Cristo ressuscitou dos mortos, como primícias dos que morreram”. Ou seja: assim como Jesus ressuscitou, também nós havemos de ressuscitar. Nós, que pertencemos a Cristo ressuscitado, já participamos da sua vida, e tomaremos parte no seu triunfo, quando “veremos a Deus face a face” (1 Cor 13,12). Visão grandiosa de Jesus, para a nossa fé. Jesus dá-nos a vida plena. A sua vida de ressuscitado. Assim compreendemos melhor Jesus Cristo Rei, que nos faz participar da sua vida.

  1. Jesus Cristo Rei salva-nos pelo seu sangue

Evangelho

    E de que modo Jesus é nosso Rei? Com o seu poder e o seu mando?  Jesus é nosso Rei porque nos libertou da morte com o seu sangue. O Reino de Jesus não foi nem é triunfalismo deste mundo. O seu reinado consistiu em dar a vida por nós. E deseja que nós o amemos amando os nossos irmãos.      

     O Evangelho de São Mateus apresenta-nos, o “Rei” Jesus que nos julgará de acordo com a nossa atitude para os pobres, os débeis, os desprotegidos. “Vinde, benditos de meu Pai,… porque tive fome e destes-me de comer, tive sede e destes-me de beber, não tinha roupa e destes-me de vestir” . E explica a seguir: “Quantas vezes o fizestes a um dos meus irmãos, a Mim o fizestes” .

     Ele merece a nossa confiança. Recordo o testemunho de uma pessoa distinta que foi da nossa sociedade portuguesa. Na sua última crónica, poucas horas antes de morrer, escreveu: “Estou agora num combate mais pessoal, contra um inimigo subtil (a sua doença). Conto com a ciência dos homens e com a graça de Deus, Pai de nós todos, para não ter medo. Seja qual for o desfecho, (da doença dela) como o Senhor é meu Pastor, nada me faltará"[1]. Faleceu essa nobre senhora no dia 6 de Julho de 2011, e a sua crónica apareceu na imprensa no dia seguinte, com este comentário:  “Faz-nos falta” . Uma senhora que mostrou confiança em Jesus, Bom Pastor.

     Jesus, Rei, Senhor, chama-nos a uma vida de fé, fazendo o bem. Disse o Papa Francisco: “os pobres são o nosso passaporte para o paraíso”.[2] A nossa vida deve ser doação. E nós ganhamos com isso, porque ao fazer o bem sentimos grande alegria.

P. António Gonçalves, SDB

[1] Maria Nogueira Pinto, + 2011.

[2] Google: Papa Francisco 19.11.2017

17
Nov20

O DOM E A APOSTA


Oliveira

Partilho a oração de ontem segunda feira do Cardeal Tolentino de Mendonça enviada pelo Ir. Manuel Silva

(AOliveira)

Penso naquele homem da parábola de Jesus que, atemorizado, esconde na terra o seu talento. Ele inutiliza assim o dom recebido e fá-lo, em grande medida, por causa da imagem que tem do seu senhor. Ele diz: “Senhor, sempre te conheci como um homem duro que ceifa onde não semeaste e recolhes onde não espalhaste. Por isso, tive medo, e escondi o teu talento na terra” (Mt 25:24-25). Este homem, por uma falta de confiança fundamental, fica paralisado. A imagem que tem de Deus é a de uma autoridade implacável, sem amor, e isso enfraquece-o. Esta paralisia interior determina uma incapacidade de arriscar, de viver, de se lançar na aventura da própria vida. Ele prefere manter-se de fora, como espectador. E torna-se, assim, inútil, por não ter sido capaz de interpretar, correctamente, a dinâmica do dom. Nos seus “Pensamentos”, Blaise Pascal faz a apologia da vida crente como aposta e escreve que a nossa dramática imprudência é quando não arriscamos.

Por isso te peço, Senhor, dá à minha vida a esperança do semeador que confia mais na potencialidade da semente que no catálogo de obstáculos que podem impedir a sua germinação; dá-me esse elã dos que partem estrada fora mais confiados no caminho do que na segurança que transportam no alforge; ensina-me, com Maria, a dizer sim.

Cardeal José Tolentino de Mendonça

16.11.2020

12
Nov20

Os meus talentos ao serviço dos outros


Oliveira

33.º DOMINGO DO TEMPO COMUM - ANO A

Domingo, 15 de Novembro de 2020

Irmãs e irmãos, as nossas leituras convidam-nos a usar bem os dons recebidos. Podemos imaginar este caso: um agricultor não semeou o milho nem o centeio no seu campo e guardou a semente numa arca? Que diríamos? Que o agricultor não usou os seus dons.  

1. Os meus talentos, para servir

Primeira leitura

 A primeira leitura é do livro Provérbios; este livro contém frases curtas com muita sabedoria, para a nossa vida. Por exemplo, dizemos em português: “Mais vale quem Deus ajuda do que quem cedo madruga”. O livro dos provérbios era ensinado aos jovens.  

A página que lemos hoje apresenta o exemplo de uma mulher que põe as suas qualidades ao serviço da família. Ela é a mulher forte, que enche a casa de alegria com o seu trabalho; tem sensibilidade para cuidar dos filhos e do marido; prepara as refeições; cria bom ambiente; tem zelo pela limpeza. É uma boa dona de casa. A leitura diz: “O seu valor é maior do que as pérolas”. Hoje, as boas donas de casa podem ser essa mulher forte. Usa bem os seus talentos.

Essa mulher também simboliza a Igreja, que vive para as pessoas, como fez Jesus. E indica também cada um de nós, quando fazemos o bem, como os voluntários nos hospitais; ou os bombeiros a salvarem vidas e bens. Pessoas que tornam o mundo mais belo.

2. Os meus talentos para ser verdadeiro cristão

Segunda leitura

S. Paulo escreveu aos irmãos de Tessalónica e convidou-os a não se preocuparem com o fim dos tempos, mas que trabalhem; diz-lhes: “Vós sois filhos da luz, filhos do dia”. A comunidade deve trabalhar, fazendo render os talentos, para serem filhos da luz e não das trevas. E hoje há tantos irmãos que precisam de ajuda material e de amizade. Lembremos as pessoas isoladas, que esperam alguém que lhes diga: olá!...

3. Os meus talentos para o Reino de Deus

     Evangelho

     O Evangelho narra-nos a parábola de um Senhor, que antes de seguir para uma viagem demorada, entregou talentos aos seus trabalhadores. Um talento era uma moeda muito valiosa em ouro. Um dos trabalhadores não fez render o talento recebido. Quando o senhor voltou, disse-lhe: “servo mau”. Os outros trabalhadores fizeram render os seus talentos, e cada um ouviu estas palavras:  “Vem tomar parte na alegria do teu senhor”.

     Irmãos, Deus concedeu-nos talentos para nós usarmos na evangelização e na ajuda ao próximo: recebemos o Batismo, tivemos catequese, vivemos numa comunidade cristã, a nossa família criou ambiente religioso para nós, conhecemos Jesus, salvador da humanidade; podemos perguntar: que faço com estes talentos recebidos? Talvez alguém responda: eu não sou padre, para falar do Evangelho! Mas todos podem ser úteis de um modo ou outro.

     Temos um exemplo em Santa Teresa do Menino Jesus. Na sua ânsia, diz: “Eu queria iluminar as almas como os profetas, os doutores, sentia vocação de ser apóstolo, … queria ser missionário… derramar o meu sangue… Abri as epístolas de S. Paulo. Fixei-me nos capítulos XII e XIII da primeira aos Coríntios… Encontrei esta frase que me confortou: procurai com ardor os dons mais perfeitos; eu vou mostrar-vos um caminho mais excelente. E o apóstolo explica como todos os dons mais perfeitos não são nada sem o amor e que a caridade é o caminho mais excelente que nos leva com segurança até Deus. Finalmente tinha encontrado a tranquilidade.”[1] Teresa sonhava colocar os seus talentos ao serviço dos outros.

      O Senhor pede-nos para trabalhar em vista do seu reino. Mesmo com pequenas ações. Recordamos o que disse Madre Teresa da Calcutá: “A minha vida pode ser uma gota de água no Oceano. Mas sem essa gota, o Oceano fica incompleto”.[2] Temos nesta frase o coração de madre Teresa, com desejo de colaborar com as pequenas acções de cada dia. Deve ser o nosso desejo.

P. António Gonçalves, SDB.

[1] Liturgia das horas, 1 de outubro, 2ª leitura.

[2] Google, Frases da Madre Teresa de Calcutá.

08
Nov20

Domingo XXXII - 08 de Novembro 2020


Oliveira

A parábola das Dez Virgens

podia bem chamar-se a 

Parábola das Metades 

numa fiel alegoria ao nosso modo de viver! 

 

Vivemos a meias: 

a meias verdades, 

a meio gaz, 

mais ou menos, 

assim-assim! 

 

Uns dias vivemos a total prudência 

nas nossas atitudes, no 

nosso agir 

para logo as substituir

 pela insensatez e incoerência! 

Tecemos a vida 

umas vezes com fios de seda e ouro, 

quando apoiados na graça e no dom 

e outras com linhas de alinhavar, 

seguros de nós mesmos, 

contando apenas connosco. 

O Senhor, 

             olhando a nossa vida 

             e o mundo em que vivemos 

             alerta a uma vida plena, 

            por inteiro, 

            com o TODO que somos, 

            construída na relação com Ele.

 

Com a Palavra deste domingo somos interpelados a preparar as nossas lâmpadas. 

Somos sentinelas da esperança no encontro com Quem nos espera.

 

(de Frei Acílio Mendes Capuchinho e de  João Pedro Fernandes, Redentorista)

image002.jpg

 

Pág. 1/2

Mais sobre mim

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub