Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CONFEDERAÇÃO PORTUGUESA DE ANTIGOS/AS ALUNOS/AS DO ENSINO CATÓLICO

Espaço aberto a comunicações de antigos alunos do ensino católico em Portugal.

Espaço aberto a comunicações de antigos alunos do ensino católico em Portugal.

CONFEDERAÇÃO PORTUGUESA DE ANTIGOS/AS ALUNOS/AS DO ENSINO CATÓLICO

30
Mai20

Pentecostes em nós


Oliveira

A solenidade de Pentecostes é celebrada no quinquagésimo dia após a Páscoa. Nela, fazemos memória do cumprimento da promessa de Jesus aos seus discípulos (Jo 16,7-24; Lc 24,49; At 1,8).

Os judeus celebravam-na lembrando, sobretudo, o dom da Aliança entre Deus e o povo de Israel. Era considerada uma das três grandes festas de peregrinação a Jerusalém (Ex 23,14-17; 34,18-23). Tem origem agrícola, por causa das primícias da colheita do trigo (Ex 23,16), e, depois, com a restauração do culto no período persa, adquiriu o significado de renovação da Aliança (2Cr 15,10-15). Então, imagina-se que, naqueles dias, Jerusalém estava repleta de peregrinos de todas as partes para essa celebração. (...)

(Partilho parte do texto do secretariado Nacional da Pastoral da Cultura sobre a solenidade do Pentecostes que estamos pretes a celebrar. Leia o texto completo na respectiva página.)

A força do Espírito Santo

Por vezes acordamos mais cansados do que estávamos quando nos deitamos. Nesses dias, torna-se pensoso investir nas atividades que exigem um olhar atento e reflexos rápidos. Um corpo ferido por motivos de má alimentação ou por enfermidade adia uma história e permanece bloqueado diante de uma encruzilhada. Há pessoas cronicamente enfraquecidas. Nada lhes apetece. Até a luz do amanhecer é motivo de sofrimento. Falta-lhes a «chama da vida», a força interior que torna a existência uma aventura apaixonante.

(Mais uma transcrição, com a devida vénia, de um texto do secretariado Nacional da Pastoral da Cultura. O texto completo pode ser lido aqui.)

30
Mai20

Da Ascensão ao Pentecostes: Até já Jesus, bem-vindo Espírito Santo


Oliveira

Quando se pede para criar uma “password”, por vezes são feitas perguntas de autenticação. A minha favorita é: «Que pessoa histórica mais gostaria de conhecer?». Pergunto-me sempre quantas pessoas dizem «Jesus».

No passado domingo celebrámos a Ascensão, o dia em que Jesus deixou a Terra. Acho que muitos de nós gostariam de tê-lo de volta. Mas Jesus partiu e deu-nos o Espírito. Foi uma troca justa? (...)

(Com a devida vénia partilho parte do texto do secretariado nacional da pastoral da Cultura sobre o tema actual da liturgia: Ascensão e a solenidade de Pentecostes. Leia o texto completo na respectiva página.)

 

28
Mai20

Uma nota – CONVITE


Oliveira

Na gradual concretização de um dos objectivos da COPAEC – contribuir e promover a divulgação sócio cultural,

vimos propor a quem nos ler no Blog para se relacionar com a página web do Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura

donde poderá colher elementos preciosos para se actualizar – com a Igreja e com os tempos –

https//www.snpcultura.org

 

28
Mai20

PENTECOSTES – A


Oliveira

O Divino Espírito Santo enviado por Jesus, como alma da Igreja

     Irmãs e Irmãos, sabemos que o Pentecostes significa o Espírito Santo enviado por Jesus para a vida da Igreja? Grande dom que nós recebemos. As leituras ajudam-nos a meditar. 

  1. O Espírito Santo enviado por Jesus.

Evangelho

     Irmãos, Jesus ressuscitado, no dia de Pascoa, apareceu aos Apóstolos e falou-lhes. Quis fortalecê-los na fé da Ressurreição. E deu-lhes uma missão, dizendo: “Como o Pai Me enviou, assim eu vos envio”. Eis a missão dos Apóstolos: levar ao mundo a salvação de Jesus. E Jesus não os abandonou; como lemos no Evangelho, Jesus “Soprou sobre eles e desse: recebei o Espírito Santo”.  Nós compreendemos: os apóstolos receberam uma missão de ir e anunciar Jesus, e receberam a força do Espírito Santo.  

     Também a Igreja é enviada e animada pelo Espírito Santo, para anunciar a salvação de Jesus. A Igreja só pode ser Igreja com o dom do Espírito Santo: não é obra humana, é obra do Espírito Santo embora seja feita com o nosso trabalho. Com este dom, restabelecemos a Aliança de nós com Deus e Deus connosco. Nós somos enviados por Jesus, com a força do Espírito Santo.

      O Espírito Santo manifesta-se no sinal do vento e do fogo

     Primeira leitura

     Como lemos nos Atos dos Apóstolos: “cinquenta dias a seguir à Páscoa, os apóstolos estavam reunidos numa sala, [com a Mãe de Jesus]. De repente, fez-se ouvir, vindo do Céu, um rumor semelhante a forte rajada de vento. … Viram então uma espécie de línguas de fogo… poisando uma sobre cada um deles”.

      Que significa este relato de São Lucas? Mostra como se manifestou o Espírito Santo: com o sinal do vento, que indica o ar da respiração para a vida; e com o sinal do fogo, que é luz e calor. Diz-nos ainda a leitura: “ouvimo-los proclamar nas nossas línguas as maravilhas de Deus”. É pelo Espírito Santo que a Igreja proclama as maravilhas de Deus, e leva as pessoas a viverem com Deus. Celebrando a missa, dizemos antes da consagração, ”Santificai estes dons, derramando sobre eles o vosso Espírito, de modo que se convertam para nós no corpo e sangue de nosso Senhor Jesus Cristo”. E temos a Eucaristia.

  1. O Espírito Santo faz a unidade da Igreja

Segunda leitura

     É importante que a Igreja seja uma unidade, como Corpo de Cristo. Diz-nos São Paulo, na Carta aos Coríntios: “Na verdade, todos nós – judeus e gregos… - fomos baptizados num só Espírito, para constituirmos um só corpo”. Pode ser que estas considerações pareçam abstractas, no entanto, sabemos que a Igreja só evangeliza se der testemunho de unidade, de comunhão, de amor, daquilo que ela é: o corpo de Cristo. “Vede como eles se amam”, diziam os pagãos ou indígenas.

     O Espírito Santo irrompeu sobre os Apóstolos, transformando o medo deles em coragem para o Evangelho; abriram-se as portas, começou a evangelização, começou a Igreja a manifestar-se.

     Apreciemos, irmãos, os sacramentos, que nos dão o Espírito Santo, sobretudo o Batismo e a Confirmação. Abramos as portas do coração para esses dons de Deus, dons que nos fazem filhos de Deus e evangelizadores.

P. A. G. (SDB)

28
Mai20

O ALFABETO SEMPRE NOVO COM QUE SE ESCREVE DEUS


Oliveira

O dia de Pentecostes não foi apenas aquele dia concreto, em que o Espírito Santo desceu sobre os Apóstolos, reunidos no cenáculo. O Pentecostes passou a ser o tempo da Igreja, tornou-se o tempo do mundo e a história de cada um de nós. Cada crente é uma consequência do Espírito Santo e cada jornada da nossa vida é uma jornada de Pentecostes. A cada instante, o Espírito Santo é derramado sobre nós; o Espírito Santo vem em nosso auxílio e testemunha o amor de Deus ao nosso coração inseguro e incrédulo. É Ele, de facto, quem diz ao nosso coração: "Deus é credível, podes amá-lo, podes confiar no Seu amor e na Sua Promessa." Jesus chama ao Espírito Santo “o defensor” – e esse nome não poderia ser mais exato - porque Ele não deixa que a noite fale ao nosso coração, não deixa que a voz de sombra do medo se sobreponha à voz da esperança. E como se expressa o Espírito Santo nas nossas vidas? Traduz-se na multiplicidade dos dons, nessa divina confiança esparsa, espalhada, infundida que nos faz descobrir mais competências, mais capacidades, mais potencialidades que nós próprios pensávamos poder possuir. Se calhar, vivemos a vida toda a achar que não somos capazes disto e daquilo ou que, por exemplo, os milagres não são para nós. Mas os milagres estão na ponta das nossas mãos, no interior das nossas palavras, no impulso de acordar e revitalizar a vida, de cuidar, de curar e transformar a história. O Espírito é o alfabeto é sempre novo com que Deus Se escreve. É essa criatividade em ato que no aqui e no agora nos estimula a ser.

25.05.2020

Cardeal J. Tolentino de Mendonça

23
Mai20

DIA MUNDIAL DAS COMUNICAÇÕES SOCIAIS


Oliveira

No próximo domingo, 24, a Igreja celebra o DIA MUNDIAL DAS COMUNICAÇÕES SOCIAIS.

Nunca a Comunicação da Igreja foi tão essencial como nos últimos meses.

Para assinalar a data, o Secretariado Nacional das Comunicações Sociais promove um encontro entre os responsáveis diocesanos pela Comunicação numa ‘sala digital’. O momento será aproveitado também para divulgar o vencedor do Prémio de Jornalismo D. Manuel Falcão 2020

23
Mai20

Recordar a encíclica Laudato Si do Papa Francisco


Oliveira

A Comissão Episcopal da Pastoral Social e da Mobilidade Humana, reunida em videoconferência na tarde de 14 de maio de 2020, vem recordar a Semana Laudoto Si (a decorrer entre 16 e 24 de maio) para celebrar  o 5.º aniversário da Encíclica sobre o cuidado com a casa comum, assinada em 24 de maio de 2015.

«Esta encíclica é uma inspiração nos momentos de dificuldade que estamos a viver. Encoraja-nos a refletir sobre os valores que partilhamos e anima-nos a criar um futuro mais justo e sustentável» ,lê-se na nota da CEP. Com  o temos desta Semana -

‘Tudo está interligado’ - sentimo-nos unidos a todos os povos do mundo, pedindo ao Senhor a luz necessária para discernir os caminhos da ecologia humana integral, na procura do bem concretamente possível. «Deus, que nos chama a uma generosa entrega e a oferecer-Lhe tudo, também nos dá as forças e a luz de  que necessitamos para prosseguir. No coração deste mundo, permanece presente o Senhor da vida que tanto nos ama. Não nos abandona, não nos deixa sozinhos, porque se uniu definitivamente à nossa terra e o seu amor sempre nos leva a encontrar novos caminhos» (LS.245).

Sugerimos a visita do sítio de Internet https://laudatosiweek.org/pt/home-pt e a participação nas várias atividades desenvolvidas ao longo desta semana.

Mensageiro de Bragança, 21-5-2020

 

22
Mai20

¡El Papa Francisco anima nuestro espíritu!


Oliveira

Antes de terminar a semana dedicada ao LAUDATO SI

A COPAEC une-se à onda dos muitos milhares de aderentes para juntos concluirmos a Oração Global animados pelo Papa Francisco.

A. G. Pires

Católicos cuidando la creación durante la Semana Laudato Si' Qué gran Semana Laudato Si' hemos vivido, y aún nos quedan dos días más de actividades inspiradoras.

El viernes nos reuniremos para aprender cómo podemos formar comunidades de asistencia que protejan a los más vulnerables. El domingo, último día de la Semana Laudato Si', crearemos una ola global de oración donde quiera que estemos rezando al mediodía, hora local.

 

Haz clic aquí para inscribirte en el seminario web del viernes "Acción Social: Ecología Integral y Fortalecimiento de Comunidades en Tiempos de Pandemia Global" que comienza a las 9:00 Nueva York / 15:00 Roma / 21:00 Manila. La traducción será gratuita.

Cada día de esta semana, miles de católicos nos hemos reunido de todas partes del mundo para practicar nuestros valores y cuidar la creación.

Desde el Vaticano, el Papa Francisco nos animó durante el Ángelus, diciendo que espera que todo lo que estamos haciendo "ayude a crear y fortalecer actitudes constructivas para el cuidado de la creación".

 

En Kenia, los católicos se unieron contra la corrupción y compartieron cómo pueden mejorar la transparencia en la sostenibilidad ambiental. En Brasil, cientos de católicos y líderes de la Iglesia se reunieron para profundizar sus conocimientos sobre ecología integral, comprender cómo se relacionan la fe y la ciencia, y aprender de reconocidos científicos amazónicos sobre las conexiones entre COVID-19, la crisis climática y Laudato Si’.

Desde todos los rincones del mundo, los líderes de la Generación Laudato Si' organizaron un taller en línea sobre cómo hacer compostaje, para ayudar a reducir el desperdicio de alimentos.

En Columbia, la hermana Nidia Macías inspiró a 150 familias a leer Laudato Si' y a tomar acciones diarias. En EE.UU., el Centro de Conservación St. Kateri preparó un jardín de polinizadores para una granja orgánica propiedad de las Hermanas de San Francisco de Filadelfia. En verdad, estamos sembrando las semillas para un futuro más justo.

Únete. Deja que tu espíritu se llene de inspiración y esperanza. Únete a la Semana Laudato Si'.

Fraternalmente,

Christina Leaño para el MCMC

P.D. Como escribe el Papa Francisco, sabemos que las cosas pueden cambiar. Pero se necesita de todos nosotros dando nuestro mejor esfuerzo. ¡Únete a la Semana Laudato Si'!

21
Mai20

Homilia da Ascensão de Jesus Cristo ao Céu


Oliveira

5.ª-feira, dia 21 de maio, 2020

Ascensão do Senhor

Jesus introduz a nossa humanidade no Céu

     Irmãs e irmãos, que nos diz o mistério de Jesus a elevar-se para o céu, ficando os apóstolos a olhar para o alto? Deixou-nos sozinhos? Interessa-nos meditar.

  1. Ascensão: antes da Ascensão

     Evangelho

     O Evangelho de São Mateus mostra-nos Jesus ressuscitado, no dia de Páscoa, a falar aos Apóstolos, e deu-lhes duas grandes orientações:

    A primeira orientação: “Todo o poder me foi dado”. Ora nós queremos confiar no seu poder, mais do que no poder do mudo, mais do que no poder das armas. O poder de Jesus é para nos amar e salva. É n’Ele que devemos colocar a confiança.

     A segunda orientação: “Ide e ensinai todas as nações…a cumprir o que vos mandei”. Indicou-lhes a missão. O que deviam os Apóstolos ensinar? Ensinar JESUS. Quem é Jesus para o mundo, para nós? Ele disse-o como lemos em São João: “O Caminho, a Verdade e a Vida” (Jo 14, 6). Ide por todo o mundo, pediu Jesus: para que o mundo tenha caminho…Verdade…Vida... Isto nos confiou Jesus, antes de subir ao Céu: Tenho todo o poder… Ide e ensinai…  JESUS.

  1. Ascensão introduz a humanidade no Céu

Primeira Leitura

a) Jesus subiu ao Céu

Hoje celebramos a Ascensão. O que significa ascensão? Diz-nos São Lucas: Quarenta dias após a Páscoa, Jesus mostrou-se aos Apóstolos, num gesto de subir ao Céu, por entre as nuvens. Jesus subiu ao céu como Deus e Homem. Foi o seu triunfo completo. A Páscoa completada.

b) Com Jesus, a nossa humanidade subiu ao Céu

     Jesus, sendo Deus e Homem, elevou ao Céu a nossa humanidade. As portas do Céu abrem-se para nós, pois a humanidade de Jesus está unida à nossa humanidade. Santo Agostinho explica dizendo: “Jesus nossa cabeça; e nós o seu corpo” (LH: Leitura da Ascensão).   

c) Jesus continua na Igreja

Lembremos outra verdade maravilhosa: Jesus continua a sua presença entre nós. A Igreja continua hoje a ser a presença de Jesus entre nós. A Igreja é Jesus vivo no mundo. Se há pecadores na Igreja, é porque a humanidade é frágil, mas a Igreja é santa: é Jesus connosco. É preciso gravar isto no coração. A Igreja é Jesus ressuscitado no meio dos seus irmãos, sobretudo na Eucaristia, uma presença salvadora. Jesus tinha dito: “ficarei convosco até ao fim dos tempos(Mt 28, 20).  A terra não pode existir sem o Sol; e nós não podemos existir sem a Eucaristia.

  1. Ascensão, presença de Jesus nos pobres e nos que sofrem

     Cito Chiara Lubich sobre esta palavra de Jesus: “Estarei sempre convosco”. Diz a fundadora do movimento Focolares: «Jesus esconde-se no pobre, no desprezado, no pequeno, no doente, em quem necessita de amor”. … O nome de Jesus é Emanuel (cf. Mt 1, 23), quer dizer, “Deus connosco”». E segundo o olhar de Chiara Lubich, Jesus está nos pobres.

     Só vemos bem com o coração, só vemos bem com a Fé. Com fé em Jesus ressuscitado temos a força divina em nós. Algumas vezes precisamos de fortaleza. Refiro um facto histórico sobre esta coragem da fé. Refere-se ao tempo em que Hitler invadiu a Polónia. Em setembro de 1940, Francisco Kesy e mais quatro companheiros do Oratório (Centro Juvenil Salesiano) foram acusados de pertencer a uma organização ilegal. Foram torturados e condenados à morte. Enquanto estavam na prisão rezavam, com fé, animando os presos. A sua fé jamais vacilou. Jovens estudantes. Foram martirizados no dia 24 de Agosto de 1942. O relato deste martírio e as fotos dos jovens encontram-se na internet com as palavras: cinco jovens  mártires na Polónia. Por que foram corajosos? Jesus estava com eles. É Jesus na Igreja. É a Igreja em Jesus. Jesus continua presente no meio de nós.

Pe. A. G. (SDB)

21
Mai20

SEMANA LAUDATO SI

Deixa-te inspirar, porque a Igreja está marcando o caminho e nós, da COPAEC, queremos estar com ela


Oliveira

Querido/a Amigo/a

Durante las celebraciones de la Semana Laudato Si' de hoy, escuchamos a los católicos de todo el mundo que están a la vanguardia en la lucha por la justicia climática.

Dos seminarios web globales conectaron a miles de personas con formas concretas de actuar. El Cardenal Peter Turkson nos ayudó a entender que la creación es un "gran acto de Dios" y que todo lo que hacemos por la Tierra debe "dar gloria a Dios". Yeb Saño, activista del clima y director ejecutivo de Greenpeace del Sureste de Asia, nos inspiró a actuar recordándonos que "la Iglesia está en una posición única para liderar".

La visión de la Iglesia como líder en el cuidado de nuestra casa común se está haciendo realidad, y está cambiando vidas. Desde Roma, Daniela Finamore compartió que "42 instituciones religiosas de 14 países anuncian su desinversión de combustibles fósiles. Este es el anuncio más amplio de desinversión de combustibles fósiles por parte de un grupo interreligioso". Lee más sobre esta historia en The New York Times. Invitó a todas las instituciones a considerar en oración la posibilidad de participar en el próximo anuncio de desinversión durante el Tiempo de la Creación.

En Pakistán, líderes eclesiásticos ofrecieron "un espíritu de amor" plantando árboles en un jardín Laudato Si'. Los miembros del Foro Internacional de Acción Católica de 20 países, desde Argentina a Rumania y Filipinas, se unieron en línea para rezar y reflexionar sobre cómo pueden aprovechar Laudato Si' para crear un futuro más esperanzador.

Este sábado, te invitamos a participar en el WEBINAR OFICIAL Semana Laudato Si’: "DE LA LAUDATO SI’ A QUERIDA AMAZONÍA: 5 años de la encíclica en Latinoamérica" con la presencia de los representantes de la CLAR y del CELAM. Organizado por la Secretaría del Movimiento Católico Mundial por el Clima. El día Sábado 23 de Mayo a las 10h00 Quito (Mira tu hora local aquí). Para unirte regístrate en https://bit.ly/SeminarioLS5 y conoce el programa completo aquí: https://bit.ly/ProgramaSeminarioLS5.

Están sucediendo muchas más cosas en todo el mundo, y el dinamismo sigue creciendo. Únete a la Iglesia mundial para celebrar la Semana Laudato Si'.

Fraternalmente,

Christina Leaño para el MCMC

P.D. Acompáñanos en el Café Laudato Si’ este sábado 23 de mayo a las 17h00 Guatemala / 18h00 Quito - México D.F. / 20h00 Buenos Aires. El tema será "Trabajando la Tierra desde la Laudato Si’". Lo transmitiremos por Facebook Live: https://www.facebook.com/ViveLaudatoSi

Pág. 1/3

Mais sobre mim

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub